Caipimé – A caipirinha com mel

Caipirinha com mel

Tava na hora de uma receita de drink brasileiro, não tava, não? Já falei de drinks com base de Gin, Vodka e Rum. Agora vou para a mais brasileira das bebidas depois do álcool Zulu. A famigerada caipirinha. E olha, caipirinha é coisa complicada, hein? Vai muito do gosto de cada um as quantidades dos ingredientes. O negócio é ir provando.

Mas eu tinha que ser diferente. Sim, sou de Campinas. Tinha que dar uma afrescalhada na caipirinha. Mas que fique claro: Caipirinha é COM LIMÃO! Se não tem limão mas tem outras frutas, não é caipirinha, me desculpem. Nada de “capirinha de maracujá”, “caipirinha de kiwi”, nada disso. E outra: é com CACHAÇA! Com vodka é “caipiroska” e com outro destilado é outra coisa, e não caipirinha. Por isso eu sempre fico revoltado quando peço uma caipirinha no bar e nego me pergunta: “de cachaça, senhor?” ou “de limão, senhor?”. Caipirinha é de cachaça e com limão. Ponto e não se fala mais nisso.

Voltando. Minha “caipora” é diferente. É com mel! E, olha. Fica bom demais.

Dificuldade: Médio (você vai ter que ir experimentando para saber se está do seu gosto)

Copo: Caipirinha ou algum oldfashioned.

INGREDIENTES

– 2 limões (não me venha com “limãos”);
– 2 doses de cachaça;
– 1 colher de sopa de açúcar
– 1 colher de sobremesa de mel bem servida;
– gelo.

PREPARO

Se você não gosta daquele gostinho amargo do limão (amargo, não azedo), você pode tirar a casca. É ela quem amarga a bebida. Corte em quatro e coloque na coqueteleira. Adicione o açúcar e soque bem o limão pra soltar todo sumo. Esquente o mel junto com uma colher de sobremesa de água, dissolva bem e depois misture o limão na coqueteleira. Se não fizer isso, o mel vai endurecer e não vai misturar com o resto da bebida. Adicione a cachaça, o gelo e misture bem.

Se quiser, decore com algumas cascas de limão ou uma rodela na borda.

Bão, bão, muito bão, né, Hupert?

Sobre Bruno Silva

Bruno Silva é corinthiano apostólico romano, fotógrafo apaixonado por comida boa, drinks, carros, tecnologia e pela Ilanninha. Profissional do trocadilho, especialista em rabugice.
Esta entrada foi publicada em Cachaça e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Caipimé – A caipirinha com mel

  1. Henrique disse:

    Não sei se continua sendo caipirinha, mas eu dispensei o açúcar e usei apenas o mel. Ficou show.

    • Bruno Silva disse:

      Que bom que ficou bom! Pra mim, caipirinha é a tradicional. Por isso chamei essa de “Caipimé”. O importante é ficar gostoso! 🙂

Deixe uma resposta