Cerveja Licher Weizen Hefe Hell

Cerveja Lichner Weizen Hefe Hell

Hoje é dia de estréia aqui no Gordishes. Vamos falar da lorinha mais cobiçada do Brasil. Sim, ela, a deliciosa e famigerada Cerveja. A partir desta data vamos avaliar cervejas do Brasil e do mundo sempre que provarmos alguma coisa nova.

Eu não sou nenhum mestre em cerveja, até porque tomo pouco, mas tomo com qualidade. Não consigo tomar cerveja por tomar. Então, quando é pra beber uma cervejinha, esqueço que existem Skols, Antárticas e Brahmas. Parto direto para as de fabricação um pouco mais cuidadosa.

Hoje foi dia de experimentar a Licher Weizen Hefe Hell. Uma cerveja de trigo, como o nome já diz, não filtrada (o fermento está na garrafa, por isso o nome Hefe e a aparência turva) vinda lá das bandas de Albert Einstein e Jurgen Klinsmann. A cervejaria alemã da cidade de Lich, perto de Frankfurt, tem esse nome justamente por ser da cidade. Johan, o fundador da cervejaria, via seu pai fazendo cerveja para os moradores e viajantes que passavam por sua pousada e decidiu investir no negócio, fundando a Licher em 1854. Apesar disso, a cerveja Weizen (“trigo” em alemão) só começou a ser fermentada em 2006 e é enquadrada na lei alemã de pureza de 1516.

A Weizen Hefe Hell, como toda cerveja de trigo, tem notas de cravo, mel e banana, que dá um gostinho adocicado na boca. É fabricada com o melhor trigo e leveduras disponíveis no mercado. Sua espuma é encorpada, amarelada e cremosa, dando um lindo colarinho. O sabor é delicioso, paladar médio-leve, seco, equilibrado e agradável, difícil tomar só um copo.

Os apreciadores de uma boa cerveja de trigo podem comprar sem medo. Ela pode causar um certo estranhamento por sua simplicidade e referências comportadas, mas ela conquista rápido. A garrafa de 500ml é encontrada geralmente com preços entre 9 e 12 Reais. Um excelente custo-benefício levando em conta a qualidade do produto. Já os que não são muito fã de cerveja weiss, bebam. Vocês podem ter uma grata surpresa.

Avaliação: 288 Brahmas ou 8/10.

Sugestão de harmonização: Saladas, frutos do mar e sobremesas.

Cervejaria: Licher Privatbrauerei
Grupo: Bitburger
Importadora: Stuttgart
Estilo: German Weizen
Álcool (%): 5.4% ABV
Site: http://www.licher.de
Temperatura: 5-7 °C

Publicado em Alemanha, Cerveja | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Cosmopolitan – O drink de Sex and The City

Cosmopolitan triple sec Cointreau

Quem assiste ao seriado americano Sex and The City já conhece esse coquetel há tempos. Eu não suporto essa série, mas há quem goste. Principalmente queimadoras de sutiã. Mas uma coisa que não há quem não goste é o Cosmopolitan, drink que aparece em todo “rolê das gata” (só que não, né, Sarah Jessica Parker?). Rosa, doce e cítrico, o Cosmopolitan faz a vez de drink feminino mas é uma delícia. Coisa que os homens não gostam de admitir. Muy machos.

O coquetel que ganhou popularidade a partir da década de 90 é preparado com uma base de vodka, triple sec, suco de cramberry e de limão. Tem sua origem um tanto difusa pelos Estados Unidos, com muita gente dividindo sua autoria.

Aqui em casa, quem adora é a dona do meu coração, mas não nego que é gostoso mesmo. Bóra receitar.

Dificuldade: Fácil.

Taça: coquetel.

INGREDIENTES

– 2 partes de vodka;
– 1 parte de triple sec (pode ser Cointreau);
– 2 1/2 partes de suco de cramberry;
– 1 parte de suco de limão;
– cubos de gelo;
– espiral de casca de limão para decorar.

PREPARO

Coloque os cubos de gelo na coqueteleira e depois os outros ingredientes. Misture bem. Despeje na taça coando o gelo ou não, e use a espiral da casca de limão para decorar.

Dica: Horas antes, coloque as taças no congelador e só retire na hora de servir.

Sex and the city - Cosmopolitan

Bons drinks!

Publicado em Vodka | Com a tag , , , , , , , , , | 2 comentários

Profiteroles com ganache e sorvete

Profiteroles com ganache e sorvete

Hoje a receita está digna de realeza. O doce criado por um chef italiano a pedido rainha Catarina de Médicis, em meados do século XVI, é bem popular na França e aqui em casa. Depois que fiz a primeira vez, o Bruno já pediu que repetisse a receita algumas vezes.

O preparo dos profiteroles com ganache e sorvete não é algo muito fácil, tendo em vista que a massa é cozida e o forno tem de ser mantido sob vigilância para que o profiterole fique perfeito. A ganache, que acompanha a sobremesa, pode ser usada para diversos propósitos, tais como: cobertura de bolo, recheio de tarteletes ou simplesmente como calda quente para sorvetes.

– Profiteroles

INGREDIENTES

– 50g de manteiga
– 100g de farinha
– 2 ovos grandes batidos
-300ml de água

PREPARO

Preaqueça o forno a 220°C. Unte duas assadeiras. Prepare a massa: derreta a manteiga com 300ml de água numa panela e ferva. Assim que ferver, tire do fogo e junte a farinha. Mexa com uma colher de pau até engrossar, ficar brilhante e soltar da panela. Aos poucos e com muito cuidado, junte os ovos batidos, misturando até a massa ficar uniforme. Faça bolas com o auxilio de uma colher ou use uma manga de confeiteiro, colocando-as sobre a forma untada. Asse por 10-15 minutos até crescerem. Diminua o fogo para 190° e asse por mais 20 minutos. Tire forno e faça cortes na lateral para o ar escapar. Devolva ao forno por 5 minutos para secar o interior. Tire do forno e deixe esfriar bem.

– Ganache

INGREDIENTES

– 150g de chocolate meio amargo em pedaços
– 300ml de creme de leite fresco
– 2 colheres de sopa de glicose de milho
– 2 colheres de cointreau ou whiskey

PREPARO

Derreta o chocolate com o creme de leite, a glicose de milho e a bebida de sua preferência. Misture tudo até ficar homogêneo e brilhante.

MONTAGEM DO PRATO

Corte os profiteroles ao meio, recheie com sorvete de baunilha e despeje a calda quente por cima.

É ou não é coisa dos deuses essa sobremesa?

Publicado em Doces | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

80 Anos da Cafeteira Bialetti

Cafeteira Bialetti Moka Express

Uma das primeiras coisas que compramos pro Q.G. do Gordishes está fazendo aniversário. A cafeteira Bialetti Moka Express, um ícone do design italiano que perdura até hoje do jeitinho que foi concebida, está completando 80 anos.

Em 1933, Alfonso Bialetti soltou um “Eureka!” quando viu algumas mulheres usando uma máquina rudimentar que utilizava uma caldeira para escaldar e higienizar as roupas. Tá, a parte do “eureka” foi invenção minha, mas a invenção de Alfonso revolucionou a maneira de se fazer café, popularizou o expresso na Itália e no mundo, principalmente depois da II Guerra Mundial, com uma extensa campanha publicitária onde o slogan era “Em casa, um espresso como na cafeteria”.

omino_bialetti_mondocarosello

Um dos anúncios com o “Omnio Bialetti”, o homenzinho de bigode clássico da Bialetti.

Mas a invenção da “cafeteira italiana”, como é conhecida no Brasil, é envolta de todo um contexto de mudança social, tecnológica e econômica que o fascismo italiano proporcionou durante a década de 1930. A necessidade da sociedade italiana nos anos 20 de entrar para a era da modernidade era pujante, alavancou  diversas invenções e o desenvolvimento do design italiano, reconhecido mundialmente. A Moka Express é um bom exemplo, com seu design tipicamente italiano, materiais ligados a modernidade como o alumínio. Porém, a utilização do alumínio está mais ligado às restrições impostas por Mussolini ao aço inoxidável exigindo que utilizassem as jazidas de bauxita de dentro do país.

Com a popularização da cafeteira Bialetti, essa estava presente em 90% dos lares italianos, mudando o tecido social da época. O café que era geralmente consumido publicamente nas centenas de Cafés espalhados pelas cidades, berços de movimentos ideológicos e políticos por toda a Europa, passou a ser consumido também dentro de casa.O café é ligado ao desenvolvimento da psiqué, por todos os movimentos catalizados por seu consumo, e a partir do momento que seu consumo foi transferido também para dentro de casa, se tornou um ritual também de união da família e de amigos “para um café”.

Parabéns então a um dos maiores ícones do design italiano. E me deem licença que esse papo todo me deu vontade de tomar um cafezinho.  Vai uma xícara de café?

Omino-coi-Baffi-Mustache-man-Bialetti

Publicado em Curiosidades | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Um pedacinho da França em Buenos Aires

Hoje estreio o “Onde Comer” do Gordishes muitíssimo bem, com um café super fofo em Buenos Aires.

DSC07318

Buenos Aires vem sendo destino certo dos brasileiros nas férias, resolvemos dar algumas dicas sobre lugares bacanas pra você conhecer e amar nessa cidade que encanta.

Após um dia inteiro de andanças, retornando ao apartamento que alugamos, passamos por um café na Rua Uruguay 1145 que, a princípio, passaria despercebido. Porém, sou louca por cafés e bistrôs despretensiosos e  o Bonjour Paris me chamou a atenção. Decoração provençal, tudo muito bonito e acolhedor, além de funcionários super simpáticos. O preço não é muito alto e também não é uma pechincha, seria algo compatível com a Ofner. Pedimos muffins de frutas silvestres e um café colombiano, mas eles tem diversas opções tentadoras para o chá da tarde.

Confira as fotos:

Bonjour Paris.

A decoração do café e o Bruno pensando na morte da bezerra.

Bonjour Paris

Vai treinando o espanhol aí.

Bonjour Paris

Muffin super recheado de frutas silvestres <3

Para ficar com água na boca, visite o Facebook do Bonjour Paris e veja as delícias do lugar.

Publicado em Onde comer | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Crème Brûlée de Café

creme5

Primeiramente, gostaria de desejar um 2013 com muita saúde, prosperidade, realizações e, claro, mesa farta!

Vamos começar esse ano com o pé direito? Hoje trago a receita da minha sobremesa favorita, mas com algumas modificações. Amo crème brûlée desde que experimentei há alguns anos no excelente restaurante Villa Borghese, em Brasília, porém em uma das minhas viagens para Buenos Aires conheci o crème brûlée de café, resolvi testá-lo aqui em casa e foi aprovado com louvor.

Você vai precisar de um maçarico para finalizar a receita, mas se não tiver inutilize uma colher da sua cozinha aquecendo e colocando sobre o açúcar polvilhado na superfície do crème brûlée. (Digo inutilizar, pois não há esponja de aço do mundo que tire as manchas que ficam. Deixe uma colher apenas para esse propósito.)

creme3

INGREDIENTES

– 5 gemas grandes
– 125g de açúcar
– 450ml de creme de leite fresco
– 100ml de leite integral
– 3 colheres de café bem forte
– 1 fava de baunilha ou ½ colher de chá de essência de baunilha

(Rende 6 porções)

PREPARO

Coloque na batedeira as gemas com 3 colheres de sopa de açúcar e bata até ficar claro. Em uma panela ferva o creme de leite (sem soro), o leite, o café e a baunilha. Depois, com muito cuidado, junte as gemas, coe a mistura e despeje nos potes próprios para forno. O crème deverá assar em banho-maria por 50 ou 60 minutos (depende de cada forno). Retire os potes da assadeira e leve-os para a geladeira desde a véspera do consumo. Antes de servir polvilhe açúcar e use um maçarico para caramelizar a superfície. Sirva e seja mais feliz em 2013 com essa delícia de sobremesa.

creme1

Publicado em Doces | Com a tag | Deixar um comentário

Retrospectiva 2012

2012 foi o ano de nascimento do Gordishes e estamos bem felizes com os acessos e com os elogios que nós ganhamos ao longo desse ano. Isso faz querermos melhorar ainda mais nosso querido blog. E 2013 vai chegar com novidades.

Enquanto elas não chegam, vamos rever as melhores receitas que apareceram por aqui em 2012.

PRATOS

Salada ao Molho Francês

Molho para salada - Molho francês

Bolo de Laranja

bolo de laranja

Strogonoff de Frango (sem lactose)

strogonoff_de_frango

Spaghetti Al Ragu

Spaghetti al ragu

Arroz Marroquino

Arroz Marroquino

Trufas de Chocolate

Minhas trufas lindas!

DRINKS

Blue Lagoon

Blue Lagoon Drink

Piña Colada

Piña Colada

Gin Daisy

Gin Daisy

Caipimé – Caipirinha com Mel

Caipirinha com mel

Tom Collins

Tom Collin's Gin

Nós do Gordishes desejamos a todos um feliz 2013, com muita comida gostosa e drinks refrescantes!

Até o ano que vem!

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Tom Collins – Um drink clássico americano

Tom Collin's Gin

Nem um filme com soldados americanos massacrando outros países é um clássico maior que um refrescante Tom Collins. A receita original desse drink com base em gin data de 1876, quando Jerry Thomas, o pai dos bartenders o criou dando nome baseado em um famoso e clássico “hoax” de 1874 que se deu em Nova York.

Em 1878 o coquetel já era muito popular e servido em toda esquina da grande maçã, mas assim como argentinos e uruguaios brigam por se serem os precursores do tango, os americanos e ingleses brigam pela origem dessa delícia. Há controvérsias, mas vamos deixar as polêmicas de lado e aproveitar essa gostosura nesse calor danado.

INGREDIENTES

– 50ml de dry gin;
– Suco de meio limão siciliano;
– 100ml de água com gás;
– 2 colheres de chá de açúcar;
– Gelo em cubos;
– Uma fatia de limão para decorar.

 

PREPARO

Em uma coqueteleira, junte o gelo, o suco de limão, o gin e o açúcar. Agite bem. Despeje no copo e complete com a água com gás. Use a fatia de limão para decorar.

Sério, é muito refrescante! Para de tomar cerveja igual um porco que isso só te deixa pançudo(a)!

Publicado em Gin | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Trufas de chocolate

Minhas trufas lindas!

Primeira parcela do 13º bateu na conta, já sumiu e você pensando “O que farei da minha vida com tanta gente para presentear?”. O Gordishes tem uma sugestão maravilhosa!

Usando poucos ingredientes e uma caixinha caprichada, você vai agradar família, amigos e até inimigos, com um presente pra lá de chique e democrático. Afinal de contas, quem é que não gosta de chocolate, minha gente?

 

INGREDIENTES

– Rende até 12 unidades
– 125g de chocolate amargo ou meio amargo
– Um pouco de licor de sua preferência ou conhaque
– 25g de chocolate ralado fino para cobrir as trufas
– 25g de castanhas, de sua preferência, picadas
– 50g de cerejas em conserva picadas
 

PREPARO

Quebre o chocolate em pedaços e o coloque em uma vasilha adequada para micro-ondas em potência média de 1-2 minutos, até derreter. Mexa até ficar uniforme. Junte o licor ou conhaque, as castanhas e cerejas. Deixe na geladeira por 30 minutos, pegue uma porção generosa com uma colher e faça uma bola. Passe no chocolate ralado, deixe sobre papel alumínio ou papel manteiga por mais trinta minutos e pronto.

Você pode variar a cobertura passando as trufas em raspas de chocolate branco ou em castanhas trituradas.

Depois me conte o quanto a tia Maria amou o presente. Boas festas e comilanças!

Publicado em Doces | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Arroz Marroquino

Arroz Marroquino

Depois de um longo e tenebroso inverno, vários acontecimentos retirados de The Twilight Zone, cá estou novamente na cozinha maravilhosa da Ofé… Ops! Cozinha maravilhosa do Gordishes.

Hoje a receita leva um dos meus ingredientes favoritos. Sou grande fã de arroz, tendo em vista que ele é um ingrediente muito versátil e transita pelas cozinhas do mundo inteiro. Tenho certeza que você irá adorar o arroz marroquino. Essa delícia cheia de sabor e super aromática é muito fácil de fazer e demora 40 minutos para ficar pronta.

Prepare o CTRL+P e faça já essa receita:

INGREDIENTES

– 200g de carne moída
– 200g de filé de frango em cubos médios
– 2 xícaras (chá) de arroz
– 1 litro de água fervente
– 1 colher (sopa) de óleo de canola
– 2 colheres (sopa) de manteiga
– 3 dentes de alho picado
– 1/2 xícara (chá) de amêndoa torrada (Não exagere na amêndoa, ela pode deixar o prato enjoativo)
– 1 colher (chá) de canela em pó
– 1 cebola em cubos
– 2 pedaços de canela em pau
– Sal, pimenta síria e cravo em pó a gosto
– 1 colher (sopa) de hortelã picada
– Folhas de hortelã para decorar

PREPARO

Preparo de Arroz Marroquino

Refogue a carne moída com 1 colher de sopa da manteiga, metade do alho picado e a canela em pó. Adicione o arroz, a água quente e cozinhe em fogo baixo até secar.

Em outra panela, em fogo médio, aqueça o óleo e a manteiga restante, frite a cebola e o alho até dourar. Junte o frango e em seguida a canela em pau, sal, pimenta síria, cravo em pó e a amêndoa. Tire a canela em pau do frango e misture com o arroz pronto e a hortelã picada. Decore com as folhas de hortelã e seja feliz com essa maravilha do oriente.

 

 

Publicado em Mediterrâneos | Com a tag , , | Deixar um comentário